(19) 4101-9494
comercial@revistafrigonews.com.br

AÇÃO DA MARFRIG DISPARA 7,15% APÓS CRIAÇÃO DA NOVA UNIDADE SEARA FOODS


Criado: 08 Dezembro 2016 | Atualizado: 08 Dezembro 2016
Tamanho da fonte
pequena
normal
grande
Versão para impressão
imprimir
As ações da Marfrig (MRFG3) despontaram como a maior alta no Ibovespa nesta quinta-feira (27), registrando uma forte valorização de 7,15%, cotadas a R$ 9,89

As ações da Marfrig (MRFG3) despontaram como a maior alta no Ibovespa nesta quinta-feira (27), registrando uma forte valorização de 7,15%, cotadas a R$ 9,89. Essa valorização sucede a notícia da criação de sua nova unidade operacional, Seara Foods, e da realização de ajustes estruturais na holding do Grupo e na Marfrig Beef.

O movimento de alta ganhou força por volta de 16h, momento em que os papéis MRFG3 eram negociados na faixa dos R$ 9,60. A partir daí, eles subiram até os R$ 10,14 - cotação máxima obtida no intraday, com valorização de 9,86%. Os ativos andaram na contramão do Ibovespa, que teve queda de 1,06%.

Além disso, o volume financeiro movimentado pelas ações foi bastante forte, totalizando R$ 45,29 milhões, giro financeiro bem acima da média dos últimos 21 pregões, de R$ 19,01 milhões.

Movimentação deve contribuir com geração de caixa
O analista do BB Investimentos, Henrique Koch, afirma que a criação da nova unidade deve refletir positivamente nos papéis da empresa. "Em nossa visão, a centralização dos negócios do grupo em duas grandes unidades bem definidas - Marfrig Beef - bovinos, ovinos e couro; Seara Foods - aves suínas e processadas, por meio das empresas Seara, Keystone Foods e Moy Park - faz bastante sentido e deve contribuir para a geração de caixa da Marfrig conforme as sinergias venham sendo capturadas", explica Koch.

O analista ressalta ainda que a estratégia de dar maior visibilidade ao segmento de processados, com maior valor agregado, parece tornar cada vez mais clara a intenção da companhia em diversificar e se tornar uma indústria de proteínas similar a Brasil Foods.

Sinergias podem chegar a R$ 330 milhões
De acordo com cálculos da companhia, as sinergias a serem capturadas com economia de custos devem estar entre R$ 130 milhões e R$ 230 milhões, além de mais R$ 100 milhões com receitas, após o compartilhamento de estrutura, oportunidades comerciais na Europa, vendas cruzadas e entre as divisões.

A Marfrig ainda estima conseguir maior utilização de créditos tributários com os ativos da Brasil Foods e redução dos custos de financiamento.

Tags: acoes bb-investimentos brasil cotacoes-acoes frango frigorificos marfrig mercados mercadosnoticias noticias painel-de-mercado recomendacoes reestruturacao suinos tags-mercados


O que você achou desta informação?

Avaliação

Deixe sua avaliação
AÇÃO DA MARFRIG DISPARA 7,15% APÓS CRIAÇÃO DA NOVA UNIDADE SEARA FOODS
Comentários
0
Deixe seu comentário

Comentários

Faça parte da notícia, deixe seu comentário, expresse sua opinião.
E-mail protegido, também não gostamos de SPAM
Sua mensagem foi enviada com sucesso!

WhatsApp