(19) 4101-9494
comercial@revistafrigonews.com.br
23
Julho
2020
0
Cobb destaca prevenção e controle de Covid-19 em frigoríficos de aves

Cobb destaca prevenção e controle de Covid-19 em frigoríficos de aves


Criado: 23 Julho 2020 | Atualizado: 23 Julho 2020
Tamanho da fonte
pequena
normal
grande
Versão para impressão
imprimir

O atual cenário de pandemia deve mudar o comportamento do consumidor de forma irreversível, com preocupação cada vez maior com a saúde das pessoas e segurança dos alimentos, disse o médico veterinário e especialista em Processos de Qualidade e Abatedouros da Cobb-Vantress na América do Sul, Eder Barbon

O momento é de transformação. Não apenas para empresas avícolas mas para a sociedade em geral, defendeu Barbon em webinar promovida pela empresa para debater prevenção e controle de Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, em frigoríficos. O tema vem se tornando uma das mais importantes preocupações da cadeia produtiva no momento e o desafio é proteger os funcionários, garantindo a continuidade do processo produtivo e evitar falta de alimentos para a sociedade.

A atual pandemia do Covid-19 mudou o conceito de sanidade e higiene e provavelmente vai apresentar um consumidor cada vez mais preocupado com a segurança dos alimentos. Durante a apresentação, Barbon destacou cuidados especiais em plantas de abate de aves para ajudar na proteção de seus colaboradores no atual cenário de pandemia, como isolamento de profissionais e distanciamento em refeitórios, cantinas, restaurantes e vestiários. Ele ilustrou com fotos, além do distanciamento das pessoas em todos os locais com sinalizações no piso e mesas, a separação e isolamento com acrílicos nas mesas dos refeitórios e no processo produtivo que as empresas vêm adotando para ajudar no isolamento e segurança dos funcionários.

De acordo com o especialista, nas áreas externas de descanso de pessoal, salas de abate e cortes, as empresas também ajustaram o distanciamento entre pessoas de acordo com as normativas exigidas. Como medidas essenciais, Barbon mencionou ainda a importância do uso de equipamentos de proteção, como punhos, aventais e luvas. Sobre desinfecção, deu destaque nas áreas internas e externas de frigoríficos e ao transporte de trabalhadores. “Ela (a desinfecção) deve ser no mínimo diária”.

O distanciamento entre pessoas, e sobretudo o uso de máscaras de proteção, são apontados entre as ações mais importantes da prevenção. Aferição de temperatura dos funcionários, fornecedores e todos que tenham acesso a empresa é fundamental para identificar possíveis suspeitos. Um dos participantes do webinar questionou o impacto dessas medidas de biosseguridade implantadas em função da pandemia. O especialista falou sobre possíveis aumentos nos custos por conta de afastamentos e necessidade de adicionar novos membros ao quadro de pessoal. No Brasil, um contingente significativo de funcionários das empresas avícolas está em casa por pertencerem a grupos de risco.

Novos conceitos
Para Barbon, “estamos assistindo uma potencial mudança no ser humano, especialmente em relação à higiene e desinfecção. Provavelmente as medidas adotadas hoje vão perdurar. O conceito de higiene e sanidade vai mudar”. O webinar foi transmitido para países da América Latina e teve a moderação do diretor Associado de Marketing da Cobb, Cassiano Bevilaqua e do gerente Sênior de Serviços Técnicos, Luciano Keske.


O que você achou desta informação?

Avaliação

Deixe sua avaliação
Comentários
0
Deixe seu comentário

Comentários

Faça parte da notícia, deixe seu comentário, expresse sua opinião.
E-mail protegido, também não gostamos de SPAM
Sua mensagem foi enviada com sucesso!

WhatsApp