(19) 4101-9494
comercial@revistafrigonews.com.br
15
Abril
2020
0
Importações de carne suína da China triplicam em março

Importações de carne suína da China triplicam em março


Criado: 15 Abril 2020 | Atualizado: 15 Abril 2020
Tamanho da fonte
pequena
normal
grande
Versão para impressão
imprimir

O aumento reflete a continuidade da busca dos compradores chineses pela matéria-prima, depois que a peste suína africana dizimou o local rebanho de porcos

As importações de carne suína da China quase triplicaram em março em relação ao mesmo mês do ano passado, atingindo um volume mensal recorde, informou nesta terça-feira a agência Reuters.

O aumento reflete a continuidade da busca dos compradores chineses pela matéria-prima, depois que a peste suína africana dizimou o local rebanho de porcos. A China é o maior consumidor mundial de carne de suína.

No último mês de março, os importadores chineses compraram 391.000 toneladas de carne suína, ante ante 127.218 toneladas em março de 2019, segundo cálculos da Reuters com base em dados da Administração Geral das Alfândegas.

Com isso, as compras chinesas de carne de porco no primeiro trimestre chegaram a 951.000 toneladas, quase o dobro do mesmo período do ano passado, mostraram os dados aduaneiros citados pela Reuters.

A doença mortal da peste suína africana reduziu o rebanho da China em pelo menos 40% no ano passado, encolhendo a produção de carne suína e elevando os preços da proteína para níveis recordes. Um feriado prolongado do Ano Novo Lunar em fevereiro, implementado para ajudar a China a combater a epidemia de coronavírus, também levou a um atraso na circulação de contêineres refrigerados nos portos da China naquele mês, o que explica, em parte, o aumento das remessas realizadas em março.

Carne bovina também sobe – As importações chinesas de carne bovina no primeiro trimestre do ano atingiram 531.000 toneladas, um aumento de 65% em relação ao mesmo período do ano passado, disseram as alfândegas nesta terça-feira. No entanto, de acordo com a Reuters, as importações de carne bovina deverão cair nos próximos meses, motivadas pela queda na demanda interna do setor de serviços alimentícios, devido à pandemia do novo coronavírus.

Compras dos EUA – Os dados sobre as importações da China mostraram que, no primeiro trimestre, o país asiático comprou o equivalente a US$ 5,05 bilhões em produtos agrícolas dos Estados Unidos, um aumento de 110% em relação ao montante registrado em igual período do ano passado, informou a Reuters. Isso incluiu 168.000 toneladas de carne suína dos EUA, o que representou um aumento de mais de sete vezes em relação ao volume comprado no primeiro trimestre de 2019.

Fonte: Portal DBO



O que você achou desta informação?

Avaliação

Deixe sua avaliação
Comentários
0
Deixe seu comentário

Comentários

Faça parte da notícia, deixe seu comentário, expresse sua opinião.
E-mail protegido, também não gostamos de SPAM
Sua mensagem foi enviada com sucesso!

WhatsApp